Quarta-feira, 27 de Maio de 2009

Ontem quase atropelei cinco bombeiros, com fardas reflectoras, em cima de uma passagem de peões. Parece-me que não podia haver acidente nenhum com menos atenuantes do que este. Eram soldados da paz, estavam bem visíveis e numa passadeira. Mas é aqui que entra um pequeno pormenor que há já muito me atormenta. Uma teoria que comprovo dia após dia. Existe em Portugal uma percentagem muito maior de malta com tendências suicidas do que num campo de treino no Afeganistão. É vê-los atirarem-se para as passadeiras sem aviso prévio, como quem carrega no botãozinho que acciona o cinto de explosivos. As pessoas acham que o facto de estarem a andar serenamente no passeio paralelo à estrada legitima que se atirem para o asfalto, numa arrancada mais rápida que as do Obikwelu. É uma espécie de performance. Os peões encarnam (na perfeição) o papel de "individúo-desinteressado-de-mãos-nos-bolsos-que-não-deseja-especialmente-passar-para-o-outro-lado-da-rua" e, de um momento para o outro, aí vão eles!

Sempre serve para testar os reflexos dos condutores. Obrigada. Prefiro este exame do que aquele em que o médico nos dá com um martelo no joelho.


tags:

escrito por Joan@ às 15:09
dizer coisas | partilhar

6 comentários:
De Nuno Brolock a 27 de Maio de 2009 às 17:52
E ainda há aqueles que teimam em estar parados no passeio, mas na zona onde começa a passadeira. Estes são literalmente aqueles individúos-desinteressados-de-mãos-nos-bolsos-que-não-desejam-especialmente-passar-para-o-outro-lado-da-rua...mas que não estranham o facto de a maior parte dos carros parar e 'convidá-los' a atravessar!


De Anónimo a 29 de Maio de 2009 às 13:23
Vocês são dos tais que arrotam postas de pescadas dentro dos carro. Mas concordo. Para quê passadeiras? Limpa-se os peões e não há problema. Audi, Mercedes ou Bmw tem direito a 5 peões por dia ou outros 3 ou menos. Se for velhadas há um bonus de mais 2 por dia.
Num mundo parvo e cinico gosto da vossa conversa barata.


De A Besta a 29 de Maio de 2009 às 18:26
Eu próprio já fui atropelado quando andava no 5º ano. Ainda hoje não sei porque me mandei para a estrada porque nem sequer era ali que eu costumava a atravessar.


De Câmara Lenta a 30 de Maio de 2009 às 02:58
Adoro anónimos... acho que ganhaste o teu ;)


De FruttiTutti a 30 de Maio de 2009 às 11:32
Eu prefiro aqueles condutores que, num daqueles dias em que parece que abriram uma barragem em cima da nossa cabeça, chove a potes e nem a roupa interior escapa à molha, não só não páram nas passadeiras, como ainda têm aquele gostinho especial em acelerar, principalmente se junto da berma estiver um peão e, ao lado, uma enorme e profunda poça de agua... LOL e muitos com fazem-no com aquele risinho de satisfação...
Mas sim, muitas vezes tornam-se aqueles seres imprevisiveis :)

Anyway, este blog faz-me bem :P


De Efeito Estroboscópico a 13 de Junho de 2009 às 22:02
Caramelos dos bombeiros... nada disso teria acontecido se eles andassem com os rotativoas azuis na cabeça a fazer pi-nó-ni!


Comentar post

contacto
joanabm@gmail.com
monstro's book
o chefe recomenda...
já moles...
2013:

 J F M A M J J A S O N D


2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


2007:

 J F M A M J J A S O N D


2006:

 J F M A M J J A S O N D


2005:

 J F M A M J J A S O N D


2004:

 J F M A M J J A S O N D


acabados de fazer...

2012 - ainda posso submet...

Aniversários

balançar 2011

O medo é uma cena que me ...

"Férias são férias, aqui ...

O ano dos avós

Sobre o tradutor da TV7 D...

Tenho para mim que...

tags

todas as tags

subscrever feeds