Quinta-feira, 30 de Dezembro de 2010

Não sou muito dada a balanços, primeiro porque não tenho jeito nenhum para dançar, e segundo porque a verdade é que os grandes acontecimentos nunca me marcam por aí além. Nem as cinzas vulcânicas, nem as cheias na Madeira, nem as escutas, nem o casamento gay, nem o Papa no Terreiro do Paço, muito menos a Lady Gaga no Pavilhão Atlântico ou a Espanha na África do Sul (dito assim parece uma incongruência geográfica!). Em nada a minha vida mudou por acompanhar o drama dos mineiros do Chile (até porque já tinha como constante "mental note" colada no cérebro "não enveredar por grutas escuras"), em nada alterei o meu roteiro por causa da Cimeira da Nato (enquanto Obama não quiser reunir no eixo Linda-a-Velha/Amoreiras está tudo sob controlo). Acho mesmo que o único acontecimento do ano que posso partilhar com (alguns) dos comuns mortais deve ser o 5 a 0 do Porto ao Benfica. Ainda assim, as figuras do ano estão longe de ser o Villas Boas, ou o Hulk, ou o Jorge Jesus, ou o Mark Zuckerberg ou o Julian Assange. As figuras do ano são as que vão comigo ao sushi sexta-feira sim sexta-feira sim, as que mandam mensagens, as que se sentam ao meu lado no cinema e felizmente não comem pipocas, as que me servem o almoço todos os domingos, as que partilham comigo (sem modos nenhuns!) o open space, as que estão presas no Facebook apenas porque nunca há tempo para o "tal café" que anda a ser combinado há quinze meses (será em 2011?)...

Seguindo este ângulo desavergonhadamente egocêntrico, para mim os acontecimentos do ano foram: (e não façam esse ar de "o que é que isso interessa?" porque na verdade também não vos interessa assim tanto a devastação no Haiti... aposto que já nem se lembravam...)

 

- Ter ajudado a erguer (pelo menos até ao nono andar) o Canal Q!

- Ter trabalhado com Herman José (o mesmo que um futebolista poder trabalhar com José Mourinho ou São Pedro poder trabalhar com Deus).

- Ter ido finalmente aos Estados Unidos, conhecer 3 cidades e ficar com vontade de conhecer mais umas 18.

- Ter-me convertido ao Mac (não aos hamburguers, calma! Apenas à maquineta). Mas não me converti ao ponto de jurar, como uns e outros, que eles nunca crasham. Não, que ideia...

- Ter visto a minha avó partir a pena e voltar a andar airosamente mais rápido que um Obikwelu (e sem recurso a doping!)

- Ter passado dois dias no Hotel Ritz a brincar aos ricos e/ou poderosos.

- Ter descoberto que afinal consigo correr! Começou em 5 minutos, já vai numa hora. Qualquer dia sou o Forrest Gump do concelho de Oeiras. Só me apanham em São Pedro do Estoril...

- Ter chegado até ao Mia Couto (sim, para mim ele é a revelação do ano, tipo Fábio Coentrão dos livros, apesar de já ter uma carreira mais longa que o Paulo Futre), ver chegar até mim o The Biggest Loser e uma Modern Family, ver uma das melhores histórias do ano disfarçada de desenho animado, no Toy Story 3.

- Ter comido o melhor sushi, senão do Mundo, pelo menos de Lisboa, ou ali do eixo Belém/Ajuda. O melhor e não se fala mais nisso.

- Ter descoberto, depois de uma busca mais exaustiva que a dos leitores do Onde Está o Wally?, a casa ideal!

- Ter cumprido mais de metade das resoluções para 2010... O que me deixa já meio trabalho adiantado para as resoluções 2011. E como a preguiça nunca muda de ano para ano, isto é um óptimo começo.



escrito por Joan@ às 20:44
dizer coisas | partilhar

contacto
joanabm@gmail.com
monstro's book
o chefe recomenda...
já moles...
2013:

 J F M A M J J A S O N D


2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


2007:

 J F M A M J J A S O N D


2006:

 J F M A M J J A S O N D


2005:

 J F M A M J J A S O N D


2004:

 J F M A M J J A S O N D


acabados de fazer...

2012 - ainda posso submet...

Aniversários

balançar 2011

O medo é uma cena que me ...

"Férias são férias, aqui ...

O ano dos avós

Sobre o tradutor da TV7 D...

Tenho para mim que...

tags

todas as tags

subscrever feeds