Sábado, 31 de Dezembro de 2005
Último dia do ano. Grande superfície comercial. Quantidade de pessoas acima da média a falarem sozinhas... Tive oportunidade de ouvir grandes discursos, tão difusos como confusos, quanto mais nãos seja pelo facto de estarem a ser feitos para o vácuo. Contagioso? A tal ponto que dei por mim a conversar comigo própria, entre uma lata de rebentos de bambu e um cacho de uvas. Medo muito medo!

tags:

escrito por Joan@ às 07:37
dizer coisas | partilhar

Quarta-feira, 28 de Dezembro de 2005
Os dias passam e cada vez tenho mais certeza que as minhas dúvidas existenciais não terminarão nunca (acho que é a única certeza que tenho)! Ontem mais uma assolou o meu espírito.. e quando pensei que era apenas mais uma mera questão, reparei que vinha acompanhada de muitas outras, num turbilhão ao melhor estilo "delirium febril", já no patamar das alucinações correspondentes a 40º de febre... Tudo começou num pequeníssimo "Porquê?".. a partir dele, surgiram palavras de todos os lados, atacando-me violentamente, como se me acertassem repetidamente com um clarinete na cabeça (e já vão perceber o porquê de ter escolhido esta arma... prateada, entre tantas armas brancas possíveis)... "Porquê Eu?".. "Porquê o Woody Allen?", "Porque é que ALGUÉM paga 90 euros para ver um senhor debochado e com nome de pelicano?", "Porque é que esse síndroma não ataca só um ALGUÉM mas 1400 Alguéns?", "Porque é que, como se não bastasse este tormento de duas horas, há quem insista, contra todas as indicações, em filmar o espectáculo?", "porque é que as pessoas não se limitam a fazer aquilo que sabem? se são jogadores de futebol porque querem ser modelos? se são astrólogas porque querem ser escritoras? se são realizadores de cinema porque querem ser músicos?", "porque é que metade das pessoas presentes querem apenas esfregar os bilhetes no nariz dos amigos, como vingança de não terem sido convidados para o reveillon do ano passado?", "porque é que, ainda assim, se sujeitam a ver uma banda banal actuar durante 120 minutos banais, por uma quantia nada banal?", "porque é que eu me preocupo com isto?" - acho que encontrei finalmente a única pergunta à qual sei responder! Pensei em tudo isso, e muito mais, porque estava escuro, doíam-me os pés, e a New Orleans Jazz Band não teve a decência de parar um bocadinho de tocar para me dar descanso!

tags:

escrito por Joan@ às 17:44
dizer coisas | comentários (2) | partilhar

O que dizer perante isto? Quando na calma manhã da véspera de Natal vos tocam à campainha, e vocês pensam, logicamente, que é o Pai Natal (antecipado para variar um pouco, e porque já não tem idade para correrias), e espreitam com toda essa convicção... e vêem um vulto que em tudo se assemelha ao simpático senhor da Lapónia...pelo menos em dimensão (já que pormenores mais rebuscados tipo barba branca até aos joelhos não são descortináveis - vocês têm a luz do átrio fundida há um mês)... e abrem a porta já à espera de receber os merecidos presentes (e sim, eu tenho noção que este texto está cheio de "e" .. mas é para transmitir aquela emoção em soluço própria da quadra)... "e" continuando... abriram a porta, estão de braços abertos para o receber.. quando o indivíduo abre a boca (e agora já é um mero indivíduo, porque se não é o Pai Natal não nos merece respeito), diz que é da PT (não há cá Lapónia, nem trenó) e pergunta-nos se temos telefone fixo em casa.. Insólita questão para a véspera natalícia, pensamos nós, enquanto respondemos de forma semi-autómata que não temos telefone (no nosso cérebro passam ideias mais drásticas, como "não tenho nada, levaram-me o Pai Natal")... Ainda não recuperados da desfeita, eis que o senhor (mesmo sem barba nem saco de prendas) decide recompensar-nos e encher-nos de alegria para a nossa Consoada: "Muitos Parabéns, Já Está a Poupar 100%!" - e com esta enfática despedida se retira... Diria que está quase ao nível do mais comum, e algo antiquado, "Ho Ho Ho, Merry Christmas!".

tags:

escrito por Joan@ às 17:33
dizer coisas | partilhar

Domingo, 18 de Dezembro de 2005
Porque é que as personagens dos filmes de terror nunca, mas nunca mesmo, acendem a luz?! Seria um anti-climax assim tão grande carregarem no interruptor??


escrito por Joan@ às 20:14
dizer coisas | comentários (2) | partilhar

Terça-feira, 6 de Dezembro de 2005
Acho que as (sempre sábias) palavras do (ainda não percebi qual a função exacta, para além do folclore sempre simpático com que presenteia os telespectadores, ao nível de uma 1ª ou 2ª Companhia...) qualquer coisa do Benfica, José Veiga. Acho que as suas, sempre sábias, palavras deviam ser alvo de cuidadosa reflexão. Disse-nos este Pensador, há dias, acerca do futebol português: "há aí muita fruta!, muita fruta e muito café com leite". Dá que pensar!!

tags:

escrito por Joan@ às 09:20
dizer coisas | comentários (1) | partilhar

Mais um enigma da nossa sociedade... porque será que as pessoas adoram dizer-nos "andei contigo ao colo!"??? Será que foi um marco assim tão importante nas suas vidas, que tenham de partilhar essa informação connosco?? Ou será que é uma dica a ver se as deixamos cometer essa proeza novamente?? É que, como se não bastasse, completam a afirmação com um enfático "eras deste tamanho!", como se por algum motivo nós fossemos levados a pensar que aquela afável senhora, de 89 anos e sete artroses, nos tinha pegado ao colo na véspera e já não nos lembrávamos!!

tags: ,

escrito por Joan@ às 09:15
dizer coisas | partilhar

contacto
joanabm@gmail.com
monstro's book
o chefe recomenda...
já moles...
2013:

 J F M A M J J A S O N D


2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


2007:

 J F M A M J J A S O N D


2006:

 J F M A M J J A S O N D


2005:

 J F M A M J J A S O N D


2004:

 J F M A M J J A S O N D


acabados de fazer...

2012 - ainda posso submet...

Aniversários

balançar 2011

O medo é uma cena que me ...

"Férias são férias, aqui ...

O ano dos avós

Sobre o tradutor da TV7 D...

Tenho para mim que...

tags

todas as tags

subscrever feeds