Quarta-feira, 18 de Janeiro de 2006
O que dizer de alguém que recebe em sua uma daquelas fascinantes demonstrações de aspiradores, com aquelas amáveis senhoras que querem não só melhorar o ar da nossa casa mas também dar um novo rumo à nossa vida, reformular as nossas prioridades, dar novo alento aos nossos sonhos, fazer-nos rever as nossas metas, por-nos a reflectir sobre a crise de valores da nossa sociedade, ajudar-nos na lista de compras do mês que vem e na escolha do infantário para os filhos que ainda não temos, e pelo meio, claro, vender aquele óptimo aparelho, cheio de funcionalidades espectaculares, de tal forma espantosas e complexas que nem vamos ter tempo útil de vida para as descobrir. Continuando, até porque todos nós conhecemos perfeitamente estas senhoras, deixo-vos apenas a pergunta inicial - o que dizer de alguém que não só sobrevive à demonstração e respectivo discurso, como consegue não comprar aspirador nenhum e vender uma inscrição num ginásio??

tags:

escrito por Joan@ às 19:11
dizer coisas | comentários (3) | partilhar

Porque será...
... que as embalagens que dizem Abertura Fácil são sempre as mais difíceis de abrir?

tags:

escrito por Joan@ às 19:08
dizer coisas | comentários (2) | partilhar

Dizem que todos temos 5 minutos de fama na vida. Eu usei 10 segundos hoje! E muitíssimo bem por sinal... reunamos estes factores: CCB apinhado (1506 espectadores), orquestra e bailado a rigor... As duas pessoas MENOS indicadas para tal função foram as escolhidas (para não dizer despachadas) para trás do palco, incumbidas de levar flores aos artistas... Bailarinas, sopranos, coreógrafas, e o diabo a quatro, como diria a minha avó!! Pior é que eram bem mais que quatro..eram uma longa fila de número indeterminado.. e lá entro eu decidida para a ribalta... pronta para me cruzar com a minha cara amiga Banana que vinha lançada do lado oposto.. a distribuir rosas como eu.. Até poderia ser um cenário enternecedor, romântico... feérico mesmo! Mas não foi!! Foi a dupla B&B no seu melhor.. cruzámo-nos airosamente no palco e quando saimos cada uma por sua porta é o caos na direcção de cena... Entregamos flores a toda a gente menos ao maestro... Grande coisa, pensam vocês, e pensamos nós! Mas para aquela gente foi uma catástrofe, algo que nunca tinha acontecido antes, como referiu a produtora espanhola, no seu inglês precário, que se tornou bem mais agressivo depois da nossa performance. Contudo eu acho que até foi um bonito momento... obrigámos a coreógrafa a oferecer a sua flor ao maestro, ainda não recomposto de ter ficado pendurado, e ainda fizemos rir aquele numeroso público, cheio de pessoas que não esboçam um sorriso há cerca de 37 anos e meio, desde aquele dia em que viram um Especial Malucos do Riso na Arábia, da época claro, ou acham que eu não sei que há 37 anos (e meio) esse programa ainda não existia?!! Sou inútil na função de menina das flores, uma qualquer Rute Rita da Roda da Sorte bate-me aos pontos, mas também... não sou tão parva assim!! E lá se foram não só 10 segundos dos meus 5 minutos como as minhas chances de vir a ser assistente, e seguidamente esposa, de um qualquer apresentador tipo Carlos Cruz! Se é que existe um "tipo Carlos Cruz", mas isso levar-nos-ia muito longe!

tags:

escrito por Joan@ às 18:56
dizer coisas | comentários (2) | partilhar

Sábado, 14 de Janeiro de 2006
Inauguro, aqui e agora, mais uma secção deste blog - OS MOMENTOS ALZHEIMER, com o Patrocínio de... daquilo... como é que se chamava mesmo?!? Bem, até ao fim do texto hei-de me lembrar!!
Momento Alzheimer de Hoje... Discutir de forma acesa a diferença de preços Pingo Doce/Minipreço, como se o futuro do país dependesse disso, como se o universo girasse em torno dos hipermercados portugueses, como se o facto de termos pago mais 2 cêntimos pelo Leite Mimosa Cálcio pudesse condenar-nos à ruína, e como se a resolução desse diferendo pudesse dar de comer a um agregado familiar de nove elementos e meio (a metade em falta ficou na Phone House, numa daquelas promoções de retoma).
E com isto não consegui lembrar-me do patrocinador desta fantástica rúbrica. Penso que a estas dificuldades de memória não é alheio o facto de a maioria dos meus dias atingir o auge, ultimamente, na famosa hora do Alzheimer. Tenho que ter cuidado senão, acontece qualquer coisa da qual não me recordo, de momento!

tags:

escrito por Joan@ às 17:51
dizer coisas | comentários (2) | partilhar

Primeiro post do novo ano. O monstro voltou, com mais um ano de vida, mais maturidade, carisma, sentido de humor e presença de espírito. O blog contará com mais vida, mais alegria, mais vivacidade, numa palavra, mais SOUPLESSE. Nada do que atrás foi dito faz qualquer sentido mas eu queria muito usar esta palavra. E já está!!
Do primeiro texto de 2006 espera-se, no mínimo, que seja tão bom (ou tão mau, dependendendo do prisma) como os anteriores... e de preferência, que seja melhor ainda, para marcar a diferença. Espera-se que tenha impacto, que comova, que perturbe, que emocione... Espera-se que seja mais do que um vasto conjunto de palavras, que seja uma maravilhosa articulação de frases, uma MISCELÂNEA de sensações (outra palavra que eu gosto sempre de usar)! Espera-se tudo isso e muito mais, até que se colide violentamente com a realidade, até que eu vos faço acordar de um sono tranquilo, para vos dizer, com pesar: Lamento, o primeiro texto do ano foi isto!! Esperam-se melhores dias, em que continue a usar todas as palavras sem sentido que me APROUVER (e assim disse a terceira)!

tags:

escrito por Joan@ às 17:42
dizer coisas | comentários (2) | partilhar

contacto
joanabm@gmail.com
monstro's book
o chefe recomenda...
já moles...
2013:

 J F M A M J J A S O N D


2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


2007:

 J F M A M J J A S O N D


2006:

 J F M A M J J A S O N D


2005:

 J F M A M J J A S O N D


2004:

 J F M A M J J A S O N D


acabados de fazer...

2012 - ainda posso submet...

Aniversários

balançar 2011

O medo é uma cena que me ...

"Férias são férias, aqui ...

O ano dos avós

Sobre o tradutor da TV7 D...

Tenho para mim que...

tags

todas as tags

subscrever feeds