Terça-feira, 30 de Outubro de 2007
Não percebo tanta preocupção, tanta vontade de deslindar os mais profundos mistérios do universo, quando ainda ninguém conseguiu explicar o fenómeno do trânsito.

tags: ,

escrito por Joan@ às 15:23
dizer coisas | partilhar

Terça-feira, 16 de Outubro de 2007
Santana Lopes deixa de ser engraçado a partir do momento em que da sua lista consta alguém com o nome "Patinha Antão". Ao pé disto, "Menino Guerreiro" nem me dá assim tanta vontade de rir.

tags:

escrito por Joan@ às 19:00
dizer coisas | comentários (2) | partilhar

Que saudades desta senhora! Confesso que levei alguns instantes a perceber quem era, mas rapidamente a consegui localizar nos meus ficheiros mentais do "trash" (que infelizmente ocupam muito mais espaço do que qualquer outro tipo de dados no meu cérebro). Agradeço desde já à TV 7 Dias por me ter trazido boas novas desta personagem.
Folgo em saber que:
1 - inaugurou um bar em Cascais chamado Barlinda. O nome, além de original, faz-me lembrar um dos spots das minhas antigas férias. Na Ericeira. Mais precisamente num sinistro centro comercial. Neukatty. Explicou-nos o proprietário que vem de Neusa e Cátia. Poético e comovente não acham?
2 - acaba de lançar um calendário que é descrito pela revista da seguinte forma "além de nos apontar os feriados, podemos ver muita da sua sensualidade". Bem, fantástico! Um calendário que assinala os feriados. Meu Deus, o mundo está louco. E além do mais, não traz mulheres nuas, mas sim uma mulher que mostra "muita da sua sensualidade". Suponho que isso não implique mostrar apenas o tornozelo... e daí... quem sabe, desde que há calendários a assinalarem o 25 de Abril, já acredito em tudo. Até em relógios com alarme, sei lá.


escrito por Joan@ às 18:53
dizer coisas | comentários (3) | partilhar

Não sei se costumam frequentar hipermercados. Calculo que não seja propriamente uma escolha. Tirando os (dois ou três) que o fazem por puro e simples divertimento, com os quais me identifico a 100%, acho que todos acabam por lá ir parar mais dia menos dia. É quase tão fatal como o destino. E para mim, é muito mais fabuloso do que qualquer sina, passear pelo corredor das conservas vegetais. Mas gostos não se discutem. Contudo, hoje descobri nesse mesmo local de peregrinação uma coisa chocante, que venho partilhar convosco. Há um caso de perda de identidade, transfiguração e absoluto desnorte no mundo dos enlatados! Então não é que a Compal resolveu mudar de embalagens tornando-se praticamente um clone da Ferbar? Meus amigos, isto é gravíssimo! Poderá inclusivamente destruir agregados familiares inteiros. Já pensaram o que é um pai de família achar que leva para casa um grão de bico Ferbar quando na verdade leva feijão encarnado Compal? É que transvestidas umas das outras, estas latas estão mesmo a pedir confusão.


escrito por Joan@ às 18:42
dizer coisas | comentários (2) | partilhar

Acho que o Serviço Despertar foi transferido da PT para a Netcabo. Um pequeno empréstimo, portanto. Porque tendo em conta o quanto o volume da música de espera desce à medida que o tempo passa, e o quanto o ritmo diminui... Aposto que os técnicos de serviço já tiveram que acordar pessoas, mais do que uma vez. Eu estive quase. Já estava algures entre o "passar pelas brasas" e o "coma profundo", quando um técnico (nada) habilitado me acordou com um "boa noite" demasiado enérgico. Este post não podia ter mesmo o título de "engraçado", por mais que eu quisesse criar uma corrente infindável de títulos monótonos. Mas é que oferecer de mão beijada duas horas da nossa vida à Netcabo não tem nada de engraçado. Só de triste. Depois, para disfarçar tão profunda mágoa, uma pessoa vem para aqui fazer comparações parvas. Quer dizer, uma pessoa não... só mesmo eu. Os restantes iriam às instalações da Netcabo (mesmo que sejam em Beirute, com sub-contratados de Odivelas) para partir a boca àqueles senhores. Mas eu não sou agressiva. Apenas comparativa, demasiado comparativa.


escrito por Joan@ às 18:37
dizer coisas | comentários (1) | partilhar

Esperar 30 minutos até que alguém se digne a atender...
... se bem que aqui o alguém é discutível, porque não sei se aqueles Ruis e Brunos não são máquinas capazes de debitar instruções a uma velocidade nunca antes vista, equipadas com o artifício técnico nunca antes visto de decorar o nosso nome e utilizá-lo vinte vezes em cada frase. "Dona Joana, boa noite, tem a certeza, dona Joana, que o modem da dona Joana está ligado, e com as luzes, dona Joana, a piscar, dona Joana?"...
...e ao longo desse penoso processo de espera ter o aviso, de 30 em 30 segundos, que "ainda não conseguimos atender a sua chamada". Acho que dá para reparar, não?


escrito por Joan@ às 18:32
dizer coisas | comentários (1) | partilhar

Estar a ligar para os serviços técnicos da netcabo e, durante a longa espera, ouvir 20 vezes "visite o nosso webiste em ...."

ora, partindo do princípio que ninguém liga para a netcabo por não ter nada melhor que fazer (até porque para isso já inventaram o "toca a ganhar")... talvez as pessoas liguem porque não têm net. e assim sendo, talvez não consigam aceder a esse maravilhoso site, dessa não menos maravilhosa empresa. mas são apenas suposições. nada mais do que isso.


escrito por Joan@ às 18:29
dizer coisas | comentários (1) | partilhar

Domingo, 14 de Outubro de 2007
Está de volta. Sexto episódio. Edição Especial sobre as Condutoras de Domingo.
E sobre teorias conspiratórias de atropelamento de peões.
E, claro, sempre mas sempre... sobre como qualquer pretexto é óptimo para elogiar Joana Marques.



escrito por Joan@ às 17:16
dizer coisas | comentários (3) | partilhar

Domingo, 7 de Outubro de 2007
Este desejo sempre me fez confusão. Seja dia, seja noite, seja uma ocasião formal ou uma festa popular, seja um amigo ou um familiar, seja um conhecido ou desconhecido, são mais que muitas as ocasiões em que nos brindam com um entusiástico: "então, boa continuação!"... Ok, é certo que são uns votos que se aplicam a todas as ocasiões, muito mais ecléticos que um "parabéns" ou mesmo um "felicidades". Porque há sempre alguma coisa que vamos "continuar". Mas, além de todas estas vantagens... é acima de tudo parvo. Muito parvo desejar a alguém "boa continuação" quando não sabemos o que ela esteve a fazer minutos antes...
Bem, resta-me despedir e desejar-vos................. não, não seria previsível a esse ponto. Quero apenas desejar-vos "tudo de bom", outro desejo que sempre me intrigou, dada a vastidão exagerada da coisa.. mas isso ficará para outro dia.


escrito por Joan@ às 11:37
dizer coisas | comentários (2) | partilhar

Em época de tantos rótulos, denominações, considerações e teorizações sobre a sociedade, em que se tenta, a todo o custo, estratificar a população e catalogá-la como se de móveis descartáveis se tratasse... ainda ninguém percebeu que os portugueses se dividem apenas em duas facções? É um teste muito fácil de levar a cabo: basta perguntar às pessoas quem é José Malhoa, e logo vemos em qual dos grupos se encaixam. Eu é no segundo. Sempre fui dada às coisas do povo.

tags:

escrito por Joan@ às 11:32
dizer coisas | comentários (1) | partilhar

contacto
joanabm@gmail.com
monstro's book
o chefe recomenda...
já moles...
2013:

 J F M A M J J A S O N D


2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


2007:

 J F M A M J J A S O N D


2006:

 J F M A M J J A S O N D


2005:

 J F M A M J J A S O N D


2004:

 J F M A M J J A S O N D


acabados de fazer...

2012 - ainda posso submet...

Aniversários

balançar 2011

O medo é uma cena que me ...

"Férias são férias, aqui ...

O ano dos avós

Sobre o tradutor da TV7 D...

Tenho para mim que...

tags

todas as tags

subscrever feeds