Sexta-feira, 25 de Abril de 2008

Digam o que disserem, tenho para mim que a Parada da SIC é muito mais gira que este desfile da Liberdade.



escrito por Joan@ às 17:01
dizer coisas | comentários (1) | partilhar

Quarta-feira, 23 de Abril de 2008

Também existe aqui e aqui.

And so what? Parece que as imitações é que estão a dar.

 



escrito por Joan@ às 23:10
dizer coisas | partilhar

Domingo, 20 de Abril de 2008

"Os jogadores parece que entram em campo de pijama".

 

Grande Rui Santos!


tags:

escrito por Joan@ às 23:46
dizer coisas | comentários (1) | partilhar

Sábado, 19 de Abril de 2008

Já tinha acontecido.

Cruzamentos felizes entre o mundo da trocadilhagem portuguesa e o cinema internacional. Kung Fu Zao é um dos exemplos. Mas hoje abri o jornal e encontrei mais e melhor: Donkey Xote.

Não é preciso dizer mais nada.


tags:

escrito por Joan@ às 12:07
dizer coisas | partilhar

Naquela papelada das seguradoras, que felizmente nunca tive o prazer de preencher, devia haver uma hipótese para "acidente com justa causa", em que o Seguro nos reembolsava por completo. E a razão é simples: um simples zapping na rádio pode ser mortal. Ouvir, inadvertidamente, Pussycat Dolls ou Sean Kingston pode muito bem causar despistes e capotamentos. Alguém devia responsabilizar-se por isto.


tags: ,

escrito por Joan@ às 12:03
dizer coisas | partilhar

A grande aspiração de cerca de ... 90% dos portugueses (contas assim por alto) é aparecer nos meios de comunicação. Os mais sonhadores aspiram a uma televisão generalista, outros há que se contentam com a Cabo e há já uma data de gente que só pede um lugarzinho na imprensa escrita. O que as pessoas ainda não perceberam é que quanto mais desejam, pior. Mais o Universo conspira, para tornar esse desejo real. E quando chega o grande dia, a D. Etelvina, que sempre sonhou ver a sua fotografia publicada, aparece no Obituário do Diário de Notícias. Já o filho, Carlos Manuel, atinge a fama mais cedo, com a fotografia publicada na secção de crimes do 24 Horas, depois de lhe ter corrido mal o assalto à ourivesaria.

 



escrito por Joan@ às 11:59
dizer coisas | comentários (2) | partilhar

Sexta-feira, 18 de Abril de 2008

A cada universo, os seus petiscos.

Nós, terrenos, gostamos de ensopado de borrego.

Já aos deuses ontem apeteceu-lhes ensopado de Joana.

É justo.

E descobri duas coisas.

Primeira, que encharco muito bem, com classe.

Segunda, que a pessoa que inventou a expressão "molhada até aos ossos" não era necessariamente anoréxica. É muito fácil chegar a esse ponto de absorção de água da chuva.


tags: ,

escrito por Joan@ às 16:44
dizer coisas | partilhar

Segunda-feira, 14 de Abril de 2008

Andem de olho neles, que os McCann agora na reconstituição da fatídica noite são bem capazes de perder o figurante que fizer de Maddie.



escrito por Joan@ às 17:35
dizer coisas | comentários (1) | partilhar

Sábado, 12 de Abril de 2008

A questão é... Se Dalai Lama quer, porque quer, entrar nos Jogos Olímpicos, porque é que não tenta fazer os mínimos de qualquer coisa? Se um miúdo de 13 anos conseguiu, ele também consegue. Digam ao homem para subir à plataforma de 10 metros e saltar. Mas avisem-no também que é melhor tirar aquelas vestes. São pouco aerodinâmicas. Já estou a ver as faixas, em Pequim, a dizer: "Vai Dalai!"


tags:

escrito por Joan@ às 12:14
dizer coisas | comentários (1) | partilhar

Sexta-feira, 11 de Abril de 2008

Anda toda a gente em busca desesperada de dinheiro e fortuna. Criar riqueza parece ser o objectivo último de meio mundo. Mas, por outro lado, todos eram capazes de dar um rim por um punhado de trocos. É verdade. Toda a gente vê nos trocos a passagem para o paraíso. É que não vale de nada ter notas de 500 euros, se depois nos vemos privados de necessidades básicas como a bica, o parquímetro, as pastilhas Trident ou o tabaco da máquina.

Daqui se conclui que a grande divisão universal nao é entre pobres e ricos. Mas entre quem detém o cascalho e os outros pobres mortais (por mais ricas que sejam as suas contas bancárias). Dinheiro invisível é coisa sem glamour. O bom é o que tilinta nos bolsos!

 

 


tags:

escrito por Joan@ às 15:50
dizer coisas | comentários (1) | partilhar

contacto
joanabm@gmail.com
monstro's book
o chefe recomenda...
já moles...
2013:

 J F M A M J J A S O N D


2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


2007:

 J F M A M J J A S O N D


2006:

 J F M A M J J A S O N D


2005:

 J F M A M J J A S O N D


2004:

 J F M A M J J A S O N D


acabados de fazer...

2012 - ainda posso submet...

Aniversários

balançar 2011

O medo é uma cena que me ...

"Férias são férias, aqui ...

O ano dos avós

Sobre o tradutor da TV7 D...

Tenho para mim que...

tags

todas as tags

subscrever feeds