Quinta-feira, 10 de Novembro de 2005
Cientistas de uma conceituada faculdade do Liechenstein, cujo nome agora não consigo transcrever, chegaram à conclusão de que alguns portugueses consumiram em tempos o elixir da juventude, e tudo indica que viverão para sempre!
Ao que me foi possível apurar, da lista constam nomes como Luís de Matos, Olga Cardoso e Carlos Vidal.
As suspeitas acerca da existência de seres eternos tendiam a avolumar-se desde há muito, promovendo um clima de desconforto um pouco por toda a Europa (famílias inteiras perderam o sono a pensar nesse fenómeno), daí que os estudiosos tenham unido esforços no sentido de identificar claramente os especímenes que se mantêm na mesma faixa etária há cerca de 93 anos.
A Amiga Olga foi das primeiras a ser detectada, bastando para tal algumas análises epidemiológicas de vídeos em arquivo, e comparação com escutas telefónicas actuais onde profere vocábulos como “a chave ou o dinheiro”. No seguimento destas investigações, Carlos Vidal foi intimado a comparecer em Tribunal para cantar o Gafanhoto Ciclista, num espectáculo intimista que comoveu até o juiz de turno e findo o qual ficou provado que o Avô Cantigas já tem netos com, pelo menos, 79 anos.
Mais enganador, talvez, é o caso do ilusionista portuense, que tenta ludibriar a nossa memória com o seu aspecto jovial, e com a aparição em eventos sociais como a inauguração do Estádio do Dragão. A seu favor tem o facto de haver poucos septuagenários, porque mais houvesse e mais se lembrariam do maravilhoso espectáculo com pombas e lencinhos que protagonizou na jornada inaugural do Estádio das Antas, numa época em que, imagine-se, Jorge Nuno Pinto da Costa ainda tinha uma esposa da sua idade e era apenas presidente do clube de moradores do bairro. Contudo as análises ao ADN não deixam mentir, a idade biológica de Luís de Matos deveria ser, por estes dias, 103 anos! Confrontado com esta descoberta, ainda tentou alegar que a magia rejuvenesce, mas ao perceber que não tinha escapatória possível, barricou-se num dos caixões que habitualmente corta ao meio, pedindo que chamassem alguém capaz de o serrar mesmo em dois com o sorriso satisfeito de quem acha que é um truque (teve ainda presença de espírito para sugerir que procurassem voluntários na Moda Lisboa).
A comunidade científica está satisfeita com a eficiência das autoridades portuguesas, que têm vindo a concentrar todos os exemplares detectados numa moradia no Entroncamento, já conhecida como a “Maison dos Fenómenos” (ou não fosse posse de um casal emigrante na Suiça), local de romaria onde podem encontrar-se as maiores raridades, como por exemplo as únicas empregadas domésticas que ainda vestem farda e normalmente só fazem aparições públicas em telenovelas.


escrito por Joan@ às 08:48
dizer coisas | partilhar

contacto
joanabm@gmail.com
monstro's book
o chefe recomenda...
já moles...
2013:

 J F M A M J J A S O N D


2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


2007:

 J F M A M J J A S O N D


2006:

 J F M A M J J A S O N D


2005:

 J F M A M J J A S O N D


2004:

 J F M A M J J A S O N D


acabados de fazer...

2012 - ainda posso submet...

Aniversários

balançar 2011

O medo é uma cena que me ...

"Férias são férias, aqui ...

O ano dos avós

Sobre o tradutor da TV7 D...

Tenho para mim que...

tags

todas as tags

subscrever feeds