Quarta-feira, 17 de Novembro de 2010

Não deixa de ser irónico que um dos mais mediáticos chefs nacionais seja um (atentem na expressão gastronómica) pãozinho sem sal.

 

 

Acho que cada país tem o que merece. Os ingleses têm a Nigella Lawson, nós temos a Mafalda Pinto Leite, com o seu sotaque portuense/britânico/socialite/enfadado, eles têm o Jamie Oliver, nós temos o chef Hernâni Ermida, que publica receitas na Dica da Semana do Lidl. A única coisa que me serve de consolo é que quem acaba por comer bem somos nós. Eles vêem os seus chefs na TV enquanto comem bacon gorduroso com feijão manteiga.



escrito por Joan@ às 17:10
dizer coisas | comentários (1) | partilhar

Segunda-feira, 2 de Agosto de 2010

Veio parar-me as maos, nao sei como nem porque (mas agradeço) um livrinho chamado Cataplana Experience, editado pelo Allgarve'10. E mais uma vez constato que qualquer coisa escrita em ingles fica logo dotada de um incrivel estilo. Senao vejamos: uma mera receita de polvo passa imediatamente a "Octopus Cataplana in the Taviran Style", pronta a travar um duelo de titas com o "Emperor fish with calabash, coastal shrimps and clams from the Formosa estuary". A traduçao tem esta capacidade de transformar um refogado num titulo de filme de Hollywood.

 

Nota: Este texto foi escrito a luz do acordo ortografico imposto pelo meu teclado, que achou por bem enviar os acentos - todos eles - de ferias. Na verdade e merecido, eu acentuei demasiado ao longo do ano.



escrito por Joan@ às 00:09
dizer coisas | partilhar

Quinta-feira, 8 de Abril de 2010

Passada mais de uma década, resolvi voltar a tentar.

Pensei que, com o acumular da experiência e a crescente maturidade, já estavam reunidas as condições para conseguir apreciar uma boa dose de Weetabix pela manhã.

Enganei-me redondamente.

É a experiência mais próxima de ingerir o gesso cartonado que eles tanto gostam de utilizar no Querido, Mudei a Casa. Gesso cartonado empapado em leite. Diz que faz bem. Entra directamente para a gama de coisas que, fazendo bem, me marcam negativamente para a vida. Como o Neufil, que atormentou grande parte da minha infância. Neufil é um xarope que os especialistas apelidam de broncodilatador, e que eu apelido, carinhosamente, de veneno letal equivalente a cicuta.

Aos 24 anos tenho de me conformar, e perceber duma vez por todas que nunca serei adulta, pelo menos no que respeita aos hábitos alimentares. Nunca vou conseguir beber um bom vinho, tinto ou branco ou assim-assim, nunca vou discorrer sobre o novo lote de café ou a cápsula púrpura da Nespresso, nunca vou comer sem um esgar de dor uma couve de bruxelas, nunca vou começar o meu dia com uma taça cheia de Weetabix.

Agora vou ali decidir como me livro do resto dos cereais que estão na caixa. Espero que seja mais fácil ocultar uma caixa de Weetabix do que um cadáver. Estou disposta a esquartejar.



escrito por Joan@ às 09:01
dizer coisas | comentários (4) | partilhar

Terça-feira, 2 de Fevereiro de 2010

Ontem a torradeira lá de casa fez  curto-circuito.

E eu fiquei na esperança que todos os electrodomésticos conseguissem produzir programas de televisão com a mesma facilidade.

O frigorífico faria morangos com açúcar, a batedeira faria o fama show, juntamente com umas claras em castelo, o microondas faria o só visto em apenas 30 segundos a 600 watts. E eu podia empandeirar a minha televisão e comprar uma bimby, daquelas que na velocidade 3 fazem os novos ídolos de Portugal.



escrito por Joan@ às 12:25
dizer coisas | comentários (4) | partilhar

Sábado, 12 de Setembro de 2009

Vamos lá ver se nos entendemos... Existe alguém no meu prédio que cozinha bem de mais. Não consegui ainda detectar o andar do culpado, mas sei que o aroma da comida toma a liberdade de vir descendo as escadas e de se espalhar pelo átrio do prédio, todos os dias, sem excepção, quando o ponteiro do relógio se aproxima da mesa do almoço, horário esse que coincide invarivalmente com o momento em que a minha barriga dá horas. E o menu deste excelentíssimo condómino é completo, ainda por cima. Ora tem carne, ora tem peixe, ora tem ovos. Nas últimas semanas, afianço com segurança, passaram por aquela mesa de cozinha (algures entre o 2º e o 6º andar) ervilhas com ovos escalfados, filetes de pescada com arroz de tomate, desfeita de bacalhau com grão, arroz de frango, entre outros.

Ora isto constitui uma grave ameaça à minha disposição, que depois de rodar a chave na porta tenho de me dirigir até à minha cozinha e destapar o tacho onde jaz o bife de frango da véspera, e aqueles legumes congelados do Continente, tão jeitosos. Acredito que a atitude deste vizinho é um problema de saúde pública, porque naqueles 25 segundos que demoro a subir as escadas, fico com uma fome de morte. Quem é que põe cobro a isto? Quem é que oferece a essa família não identificada uma mão cheia de talões da 4salti e da Marco Belini, condenando-os a usarem para sempre o microondas e a deixarem o forno enferrujar? Espero que alguém tenha a bondade de me auxiliar.



escrito por Joan@ às 16:33
dizer coisas | comentários (2) | partilhar

Segunda-feira, 17 de Agosto de 2009

Já todos nós falámos, ou ouvimos falar (para aqueles que têm vergonha de admitir que já o fizeram) nessa entidade gastronómica que é o tutti frutti. Falamos de tutti frutti como se fosse uma coisa que nascesse nas árvores. Ora, a utilização deste italianismo só faria sentido se também falássemos em iogurtes de fragole ou gelatina de albicocca. Lá porque o tutti frutti é um amontoado de frutas não me parece que seja menos merecedor de tradução. Não vejo razões para que não se imprimam rótulos em bom português, dizendo "todas as frutas". A segunda opção é utilizar o sinónimo nacional para tutti frutti: um bongo.



escrito por Joan@ às 10:38
dizer coisas | partilhar

Domingo, 21 de Junho de 2009

Passo, em modo zapping, pela TVI. Grande plano de uma mão a temperar salada com azeite Oliveira da Serra. Durante tritnta segundos. Depois vêem-se as caras preocupadas de um casal, e a senhora diz: "a salada está temperada". Muitos diriam que não sabem o que é que esta cena acrescentou à história. Eu sei. Colesterol. LDL. Em quantidade abundante.



escrito por Joan@ às 22:37
dizer coisas | comentários (1) | partilhar

Terça-feira, 9 de Junho de 2009

Foi mais ou menos assim que se passou.

 



escrito por Joan@ às 11:33
dizer coisas | comentários (3) | partilhar

Domingo, 12 de Abril de 2009

Estou aqui a ver "O Restaurante", versão portuguesa... Este Olivier é de uma finura que não vos digo nada.

 

Proponho inclusivé um título alternativo para este programa da SIC Mulher:

"Puseram um estabelecimento nas mãos dum camionista da Portela de Sacavém".

É comprido, eu sei, mas transmite bastante bem o conceito da coisa.

 

Têm sido pérolas umas a seguir às outras, mas agora que se aproxima o momento da grande inaugração, eis que o senhor diz, referindo-se aos seus ilustres convidados: "vão vir mais de 600 gajos!". (Tudo é bom na frase, da construção à educação!)

 

 



escrito por Joan@ às 23:01
dizer coisas | comentários (2) | partilhar

Hoje percebi que, por muitas línguas que possa ainda aprender (e nem sequer está nos meus planos aprender nenhuma - o português já me dá "água pela barba"!), nunca dominarei todos os dialectos utilizados em território nacional.

Na montra de um café, em Algés, um cartaz anuncia: "Peça-nos em Pão Alentejano: tostas, sandes, bifanas".

Ora, eu conseguia pedir em inglês, com alguma ginástica em espanhol, com dificuldade em francês, com muita aldrabice em italiano... Mas não sei fazer uma única pergunta em "Pão Alentejano! Zero! Nem aquele clássico "como te chamas? O meu nome é Joana.

Se alguém souber falar Pão Alentejano e me puder dar umas dicas, agradeço. Se dominarem outras línguas, tipo Bolinha de Mistura ou Broa de Milho, agradeço. Nunca se sabe, e mais vale prevenir do que acabar a passar fome num qualquer café português, por manifesta incapacidade de comunicar.

 

 



escrito por Joan@ às 19:27
dizer coisas | partilhar


contacto
joanabm@gmail.com
monstro's book
o chefe recomenda...
já moles...
2013:

 J F M A M J J A S O N D


2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


2007:

 J F M A M J J A S O N D


2006:

 J F M A M J J A S O N D


2005:

 J F M A M J J A S O N D


2004:

 J F M A M J J A S O N D


acabados de fazer...

Chefs

Emperor fish with calabas...

Weetabix

Curto Circuito

Problema de saúde pública

Todas as frutas

Oliveira da Serra

My Very Own Cluedo: Foi a...

tags

todas as tags

subscrever feeds