Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Monstro Bolero

Monstro Bolero

28
Fev09

RX

Joan@

Hoje, entre as 10h50 e as 11h10 da manhã, fiz uma data de actividades fascinantes, todas no mesmo lugar.

Não, não fui àquela feira popular improvisada em Alcântara. Fui ali à Clínica Joaquim Chaves, fazer uma radiografia a uma zona do corpo que nem sabia existir, mas que ganhou todo um novo significado: a região "lombo-sagrada". Sabiam desta designação? Afinal temos ali uma zona de culto mesmo antes do rabo e não sabíamos.

A primeira coisa que comecei por fazer foi ouvir a senhora da recepção desfiar o rol de doenças que uma velhinha podia hipoteticamente ter, para saber se era seguro ela fazer uma ressonância magnética. O pior é que o único problema grave que detectei na senhora era uma surdez preocupante, pelo que a conversa era qualquer coisa como isto:

 

- Doença coronária, tem?

- (silêncio)

- Doença coronária, tem ou não?

- Doença quê?

- Coronária!

- Não não...

 

Estamos perante um caso claro de "responder só para não contrariar". Acontece-me várias vezes, mesmo sem ter 80 anos. Não percebo o que a pessoa diz, pergunto uma vez... continuo sem perceber, e opto por uma resposta neutra.

Aquela senhora simpática de cabelo branco fê-lo, sucessivamente, para cerca de 40 enfermidades. Por esta altura estará provavelmente inanimada dentro da máquina da ressonância. Porque não percebeu que lhe tinham perguntado se tinha "desmaios frequentes ou epilepsia".

 

Infelizmente não pude acompanhar mais este episódio porque fui chamada para uma espécie de excursão para outro corredor, com vários senhores de meia-idade. Eles foram autorizados a sentar-se normalmente na sala de espera nº2, mas a "senhora Joana Marques" (são as únicas pessoas que me dão crédito e me tratam formalmente, os enfermeiros), teve direito a uma pequena praxe. Teve de entrar para uma salinha, despir-se e vestir uma bata (com direito àquelas imitações de pantufa brancas e tudo). Ou seja, consegui finalmente mascarar-me antes que a época de Carnaval acabasse. Mascarei-me, mais concretamente, de exibicionista do metro, mas em versão feminina. Felizmente a composição da personagem demorou o suficiente para passar directamente para a sala de Raio-X sem ter de me sentar com os outros convivas naquela figura.

 

A questão é... depois de ter pago 41 euros por duas fotografias (no fundo, não é mais do que isso), o mínimo que se pede é que o resultado sejam meia dúzia de hérnias. Senão peço o meu dinheiro de volta.

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

contacto

joanabm@gmail.com

Arquivo

  1. 2013
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2012
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2011
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2010
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2009
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2008
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2007
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2006
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2005
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2004
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D